fbpx
Inconsciente – A psicanálise e o poder do inconsciente

Inconsciente – A psicanálise e o poder do inconsciente

A psicanálise é uma abordagem terapêutica que ajuda a explorar e compreender o nosso inconsciente

Neste post, convido você a mergulhar no mundo do inconsciente e descobrir como a psicanálise pode nos ajudar a viver uma vida mais plena e significativa.
Freud comparava a mente humana a um iceberg, no qual a parte da consciência estaria na superfície, na ponta visível. A consciência, que representa só a ponta do iceberg, são os nossos pensamentos, sentimentos e memórias dos quais estamos cientes.
Por outro lado, a maior parte do iceberg fica submersa, fora da nossa vista. Esta parte submersa é o nosso inconsciente. É nele que estão instalados os nossos desejos mais profundos, medos, conflitos internos e memórias recalcadas, que influenciam nossas ações e emoções sem que percebamos.
Assim, como a parte submersa de um iceberg é maior do que a parte visível, o nosso inconsciente é muito mais vasto e poderoso do que nossa mente consciente.
No inconsciente estão as raízes de muitos de nossas atitudes repetitivas e dificuldades emocionais que nos acompanham ao longo da vida e, muitas vezes, são os responsáveis por cometermos sempre os mesmos erros.

O poder do inconsciente

Nosso inconsciente é formado por experiências e memórias que foram recalcadas ou esquecidas, muitas vezes desde a infância. Embora não tenhamos um acesso consciente a esse material interno, ele continua a nos afetar.
Por exemplo, uma pessoa pode ter sofrido uma experiência traumática na infância e, a partir disso, desenvolver medos ou ansiedades aparentemente irracionais como adulto. Outro exemplo é alguém que teve uma relação difícil com um dos pais ou cuidadores e pode agora encontrar-se repetidamente em relacionamentos problemáticos sem entender o real motivo.
Esses padrões de conduta e dificuldades emocionais muitas vezes têm suas raízes no inconsciente.Embora se tenha um entendimento sobre essa conexão, nossas experiências passadas continuam a moldar nossa vida presente.

A Jornada da Psicanálise

É aqui que entra a psicanálise. Através da conversa com um psicanalista, é possível trazer à tona o conteúdo inconsciente que nos tem afetado. Este processo, conhecido como análise, é uma jornada de autodescoberta, crescimento pessoal e cura de sofrimentos emocionais.
Durante a análise, somos encorajados a falar livremente sobre nossos pensamentos, sentimentos e experiências diárias. Ao fazer isso, esses padrões começam a emergir. Com o acompanhamento do analista, podemos começar a ver como nossas experiências passadas estão conectadas com nossas lutas presentes.
Este processo pode ser desafiador, pois muitas vezes envolve o confronto com memórias e emoções dolorosas. No entanto, ao trazer esse material à consciência, podemos começar a processá-lo e a curá-lo.

Ressignificando o Passado

Um dos objetivos da psicanálise é ajudar a ressignificar nossas experiências do passado. Muitas vezes, ficamos presos em padrões negativos porque nossa compreensão é limitada ou distorcida em relação a certas experiências que vivenciamos.
Por exemplo, uma criança que foi duramente criticada por um pai autoritário pode crescer acreditando que não é boa o suficiente. Esta autopercepção pode impactar na sua autoestima e persistir ao longo da idade adulta, causando ansiedade e autossabotagem não intencional.

Transformação Pessoal

O processo psicanalítico de trazer o inconsciente para a consciência e, ressignificar experiências passadas, pode ser transformador. E tem por principal benefício libertar nossa mente de um ciclo de padrões de atitudes negativas e repetição constante de situações dolorosas. Com isso, nos tornamos mais livres para viver a vida em nossos próprios termos.
Fazer análise muitas vezes nos leva à sensação de autocompreensão e autoaceitação, tornando nossas atitudes menos reativas e com mais capacidade de fazer escolhas conscientes, além disso, pode também melhorar os relacionamentos afetivos.
Claro, a psicanálise não é uma solução rápida. É um processo que requer tempo, comprometimento e coragem emocional. Mas para muitos, as recompensas valem à pena e justificam o esforço.

Conclusão

O inconsciente é uma força poderosa que molda nossas vidas de maneira que, muitas vezes. não conseguimos compreender. Por meio da psicanálise, podemos começar a trazer à luz essa parte oculta de nós mesmos, desvendando os mistérios de nosso próprio comportamento e emoções.
Se você se encontra lutando com repetições de atitudes ou enfrenta dificuldades que parecem inexplicáveis ou incontroláveis, a psicanálise pode oferecer um caminho para a cura e alívio a dores emocionais. Ao embarcar na jornada de exploração do inconsciente, você pode começar a se libertar do passado e viver mais plenamente o seu presente.
Lembre-se que a maior parte de um iceberg não fica à vista, e que a sua maior parte pode estar esperando para ser descoberta.
A psicanálise é um convite para mergulhar nas profundezas do seu inconsciente e emergir com uma nova compreensão e aprovação de si mesmo.

Se este post despertou seu interesse na psicanálise, encorajo você a explorar mais. Fale com a psicanalista e marque uma consulta. A jornada para o autoconhecimento pode ser muito difícil e desafiadora, mas as recompensas fazem tudo valer a pena.

Por Priscila Soares Falchi , Psicanalista e Psicóloga Clínica (CRP 06/200925)

 

agende sua consulta

Como ressignificar a vida na menopausa

Como ressignificar a vida na menopausa

As mudanças na menopausa e como ressignificar sua história nessa nova fase da vida

A menopausa é uma fase de grandes transformações na vida das mulheres, não apenas no âmbito físico, mas também no estado emocional e psicológico. Esse período na vida da mulher se inicia, em geral, a partir dos 40 anos e causa uma série de mudanças hormonais e sintomas físicos. Além disso, também pode causar um forte impacto na saúde emocional, sendo comum surgirem sentimentos de ansiedade, irritabilidade, baixa autoestima e até mesmo quadros de angústia e depressão. Os relacionamentos afetivos podem ficar muito abalados e, com isso, levar a muitos questionamentos existenciais e incertezas sobre os rumos da vida e sobre o futuro.

A psicanálise na menopausa

Diante desses desafios, a psicanálise aparece como uma ferramenta poderosa auxiliar para a mulher na menopausa. A terapia oferece um espaço acolhedor e livre de julgamentos para explorar as emoções, os medos e as ansiedades que podem surgir nessa fase tão delicada da vida.

No processo terapêutico, em um diálogo aberto com o psicanalista, é possível trazer à tona conteúdos inconscientes, como traumas não resolvidos, sonhos, desejos adormecidos e acontecimentos do passado que causam influência até os dias de hoje.

A menopausa pode ser encarada não comente como algo negativo, mas como um convite para olhar para dentro de si mesma, e se reconectar com o eu mais profundo, para realizar mudanças importantes e transformadoras.

A psicanálise, dessa forma, facilita essa jornada de autoconhecimento, ajudando a mulher na menopausa a ressignificar sua própria história de vida, seus padrões comportamentais e atitudes recorrentes, assim como se fortalecer em suas relações afetivas.

Se apropriar da sua trajetória e dos seus processos psíquicos permite à mulher desenvolver novas formas de enxergar a si mesma, ampliando suas possibilidades de encontrar novos caminhos.

Benefícios da psicanálise na menopausa

Um dos benefícios da psicanálise, em especial para mulheres na menopausa, é a possibilidade de poder gerar um olhar mais compassivo e acolhedor em relação às próprias emoções e sentimentos.
Nas sessões, a mulher pode expressar suas emoções de forma clara e a validar suas necessidades de afeto e seus sentimentos mais íntimos.
Isso tem um impacto direto na qualidade dos seus relacionamentos, pois muitos conflitos que causam dor, podem ser ressignificados.

Com análise pessoal, a mulher pode se sentir mais segura para estabelecer limites saudáveis, pedir ajuda e se posicionar a partir dos seus próprios valores.

A terapia também é um espaço seguro para trabalhar questões delicadas como alterações na libido e na vida sexual, lutos, separações, dificuldades com filhos adolescentes e desafios profissionais. Tudo isso é acolhido e elaborado com ética, sigilo e muito respeito pelo processo individual de cada mulher.

Além dos benefícios emocionais, a psicanálise também auxilia a mulher na menopausa a ressignificar sua identidade e seu propósito de vida, uma vez que, nessa fase de transição, é natural surgirem questionamentos existenciais. Por exemplo, se questionar sobre quem realmente é, diante de seus diversos papéis, como o de mãe, esposa ou carreira profissional.
Além de encontrar caminhos para entender o que lhe dá real sentido à vida e sentimento de realização.

O que acontece na terapia?

Nas sessões de psicanálise, as perguntas e inquietações internas são exploradas em profundidade. Durante a análise pessoal, é possível sentir-se encorajada a resgatar seus sonhos, talentos e desejos genuínos, muitas vezes deixados de lado em nome das demandas externas e das expectativas sociais ao longo da vida.
Esse resgate da própria essência feminina e do fortalecimento da identidade pessoal são libertadores.

A análise pessoal também pode ajudar a mulher se sentir mais autêntica, corajosa e motivada para realizar mudanças, começar novos projetos, cuidar mais de si e viver com mais leveza e plenitude.

Mas como funciona, na prática, o processo psicanalítico?

As sessões geralmente acontecem em um ambiente privado, sigiloso e acolhedor, livre de distrações externas, com periodicidade de uma ou duas vezes por semana, com duração de até 50 minutos cada sessão.
Nesses encontros, a paciente tem liberdade para falar sobre o que quiser, como suas experiências, pensamentos, sonhos, medos, alegrias.
O processo de análise implica em o psicanalista adotar uma postura de escuta atenta e desprovida de julgamentos, fazendo intervenções pontuais e questionamentos que facilitam o aprofundamento das reflexões e o acesso aos conteúdos inconscientes.
Ao longo desse processo, que pode durar meses ou até anos, a depender de cada caso, é natural que surjam resistências, ou seja, forças psíquicas que se opõem ao acesso e à elaboração dos conteúdos inconscientes. Nesses casos, cabe ao psicanalista identificar e manejar as resistências com tato e habilidade, sempre respeitando o tempo e o ritmo da paciente.

Outro aspecto importante na relação terapêutica entre paciente e psicanalista é a transferência, que é um fenômeno comum na terapia, em que a paciente vê padrões relacionais e afetivos antigos renovados e transferidos para o psicanalista, sendo um fator que facilita a elaboração dos conflitos, favorecendo a análise.
Existem vários benefícios da psicanálise na menopausa. Desde as primeiras sessões já é possível perceber um alívio emocional e uma melhora na maneira como enxerga a si mesma e seus relacionamentos, impactando gradualmente na qualidade de vida.

O que esperar da análise pessoal?

Com a análise pessoal é possível à mulher desenvolver e fortalecer seus conteúdos internos para lidar com os desafios da menopausa e a ressignificar sua identidade e seu propósito. Além disso, pode se sentir mais plena e realizada.
Se você está vivenciando a menopausa e se identificou com as questões abordadas neste post, saiba que a psicanálise pode ser uma grande aliada na sua jornada de vida.

Você não está sozinha!

A menopausa não precisa ser um período de sofrimento e limitações, mas sim um ponto de virada para uma nova versão de si mesma, mais consciente, equilibrada e realizada.
Você não precisa passar por isso sozinha e merece esse cuidado. Essa oportunidade de renascimento. Afinal, a vida é feita de ciclos e a sabedoria está em abraçar cada um deles com coragem e acolhimento consigo mesma.
Permita-se mergulhar nessa experiência transformadora de autoconhecimento e crescimento pessoal. Considere realizar sua análise pessoal com quem você se sinta à vontade e inicie essa aventura rumo a uma vida mais plena, autêntica e significativa.

agende sua consulta